Em novembro, não perca nossas promoções de Black Friday!

Representatividade importa

Thaís Esmeraldo

 

Como eu gostaria que a Thaís de 10 anos atrás, que vivia todas as angústias de se descobrir, pudesse ter lido e encarado com a mesma naturalidade que esse livro coloca, as cenas e experiências que ainda estavam por vir.”

Thais Esmeraldo

 

Quando li Amora, de Natália Borges Polesso (Não Editora, 2015), só consegui pensar como me fez falta, quando eu era mais nova, ter essas referências de possibilidades de existência, ainda que por meio de histórias fictícias.

Amora

 

O livro traz as mais diversas situações de personagens lésbicas que me lembraram vivências minhas e de amigas ou então que me fizeram pensar em futuros. Uma das minhas histórias favoritas é Vó, a senhora é lésbica?,  sobre uma conversa à mesa motivada pela pergunta provocadora do neto.

Como eu gostaria que a Thaís de 10 anos atrás, que vivia todas as angústias de se descobrir, pudesse ter lido e encarado com a mesma naturalidade que esse livro coloca, as cenas e experiências que ainda estavam por vir.

Uma representatividade necessária, colocada de forma simples e bonita, que passeia por etapas da vida, lugares e contextos diferentes.

 

Thaís Esmeraldo é designer e ativista. Cearense, mora e trabalha em São Paulo.

Clique para comprar

 



0 comentários

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados