Gestar, parir, amar: não é só começar | Tayná Leite

R$ 39,90
Preço normal
Adicionados ao carrinho! Ver carrinho a continuar a fazer compras.

Este livro verbaliza que a maternidade, tão desejada, celebrada e na qual a autora mergulhou de forma tão intensa, é, no fundo, o principal grilhão que aprisiona as mulheres. É o resultado de anos de reflexões para escancarar o quanto a culpa, alimentada pelo mito do amor materno, é o elemento que sustenta toda desigualdade de gênero que se tenta combater seja nas ruas ou no mercado de trabalho.

Tayná acredita que, enquanto as mulheres não desmistificarem a ideia desse amor instintivo e o processo de culpa alimentado por ele nunca serão verdadeiramente livres.

Essa desconstrução, porém, não pode ser feita de forma irresponsável e às custas da saúde de mulheres, bebês e crianças em um processo de não responsabilidade pelas nossas ações e escolhas e, muito menos, sem trazer os demais responsáveis para a discussão.

“Ser mulher é difícil; ser mãe, muitas vezes, é isolamento puro. A sociedade quer nos deixar no cantinho das mães, longe das decisões importantes e dos espaços de poder. E uma das formas mais cruéis de fazer isso é nos isolando da nossa cria, fazendo-nos escolher. A sociedade quer me dizer que eu não posso voltar para o mercado e ainda assim amamentar. Ela quer que eu me sinta uma profissional incompleta ou uma mãe relapsa. ‘Você quer amamentar esse bebê enorme? Faça-o na sua casa, então!’ Eu me recuso a ceder. Amamentar é minha forma de resistir!”

Tayná Leite

Tayná Leite é coach e mentora de mulheres, palestrante, advogada, blogueira e feminista militante. Colunista do HuffPost Brasil e da revista Azmina desde 2016, escreve sobre maternidade, política e feminismo.

Livro: Gestar, parir, amar: não é só começar

Autora: Tayná Leite
Editora: Letramento
ISBN: 978-85-9530-214-3
Formato: 14 x 21 cm
Páginas: 158
Peso: 215 g
Data de publicação: 2019